A flacidez nos braços é um problema comum entre muitas pessoas, seja por conta da perda de peso ou até mesmo pelo envelhecimento precoce. E o lifting braquial é um procedimento muito indicado para esse tipo de caso.

Continue lendo esse post até o final e confira o que é, como funciona e muito mais sobre lifting braquial. Veja abaixo!

O que é lifting braquial?

O lifting braquial, também conhecido como braquioplastia, é um procedimento onde o cirurgião plástico retira o excesso de gordura e pele da região abaixo dos braços. Dessa forma, é possível eliminar o aspecto de “asas de morcego”.

Como funciona?

Na cirurgia de lifting braquial, o cirurgião fará incisões na região abaixo dos braços. O procedimento dura em média duas horas e tem como objetivo acabar com a flacidez através da retirada do excesso de gordura e pele.

Além disso, esse procedimento pode ser feito em conjunto com outros, de modo a melhorar os resultados. Nesse tipo de caso o paciente passa por uma anestesia geral.

As cicatrizes ficam localizadas na parte medial dos braços, mas durante o processo de recuperação vários cuidados são recomendados para que elas diminuam e fiquem quase imperceptíveis.

Os resultados completos do procedimento tendem a aparecer de seis meses a um ano depois da cirurgia.

Como é a recuperação depois do lifting braquial?

No procedimento de lifting braquial, o paciente precisa tomar uma série de cuidados para evitar infecções e inflamações, evitando assim complicações e otimizando os resultados. A primeira recomendação é que o paciente fique em repouso por pelo menos 14 dias.

Nesse meio tempo, ele deve evitar qualquer tipo de esforço físico. Desde praticar esportes até movimentos que envolvam os braços.

Durante todo o período de recuperação o paciente precisará usar faixas ou bandagens que ajudarão a reduzir o inchaço da região. Esses itens devem ser usados, pelo menos, nos primeiros 30 dias após o procedimento.

Depois de fazer o lifting braquial, o paciente também deve evitar a exposição ao sol nos primeiros meses. Por conta disso muitos cirurgiões recomendam que esse procedimento seja feito no inverno.

Após os primeiros dois meses o paciente pode voltar a tomar sol, mas sempre usando protetor solar com fator alto. Esses cuidados em relação aos raios solares são necessários para evitar complicações com a cicatrização, bem como manchas na pele operada.

Durante o processo de recuperação o médico também pode recomendar medicamentos para ajudar a aliviar as dores, inchaço e desconfortos causados pelo procedimento. Em alguns casos também é recomendada a drenagem linfática para evitar o surgimento de edemas.

Conclusão

É importante deixar claro que a cirurgia de lifting braquial por si só não garante definição se não o paciente não manter outros hábitos saudáveis. Ela ajuda diretamente na redução da flacidez, contudo, são necessários outros cuidados.

Além de uma alimentação saudável, o paciente também precisa realizar exercícios físicos. Isso evitará tanto o acúmulo de gordura na região, como o envelhecimento precoce que geralmente acomete quem tem uma alimentação desequilibrada e uma rotina sedentária.

Se você deseja fazer uma cirurgia de lifting braquial, não deixe de procurar um cirurgião plástico especializado. Ele avaliará o seu caso e dará todas as orientações necessárias.