Quem deseja aumentar os seios precisa conhecer mais à fundo não apenas a cirurgia em si, mas, os formatos de prótese mamária. Cada tipo tem características próprias que podem alterar completamente os resultados.

E escolher entre os tipos disponíveis é uma tarefa que exige muita conversa entre paciente e cirurgião. A prótese precisa atender os desejos da paciente, mas, ao mesmo tempo, respeitar os limites e proporções do corpo.

E abaixo vamos falar mais à fundo sobre os formatos de prótese mamária.

Cônica

A prótese cônica recebe esse nome por conta do seu formato onde a base é bem menor. Inclusive, de todos os tipos de próteses de silicone que existem atualmente, essa tem a menor base.

Esse é um formato que ajuda a projetar as mamas. Por conta disso, é constantemente indicado para mulheres magras e que possuem um corpo mais estreito.

Ele também é indicado para mulheres que não possuem quase nenhum volume nas mamas.

Redonda é um dos formatos de prótese mamária

Mais um dos formatos de prótese mamária é o redondo. O diâmetro desse tipo é maior que do cônico. Por conta disso, a projeção não é tão grande. O visual final acaba sendo mais arredondado.

Por ser um tipo de prótese que tem perfil alto, ela acaba sendo mais indicada para mulheres que possuem um certo volume natural de mamas, bem como um tórax proporcional.

Um dos grandes diferenciais dessa alternativa é o fato dela ficar “bem desenhada” uma vez que consegue preencher boa parte do colo. Com isso a paciente consegue aumentar o volume dos seios, mas mantendo um visual natural.

Inclusive, por conta dessa característica esse é o formato mais recomendado por especialistas em cirurgias plásticas.

Gota

O terceiro formato de prótese mamaria é o de gota. Esse é o tipo com perfil mais anatômico, uma vez que o volume do silicone acaba ficando concentrado na parte inferior.

Com esse tipo de prótese é possível aumentar consideravelmente o tamanho da mama, mas mantendo o aspecto natural. Geralmente esse tipo é indicado para mulheres que não desejam muita projeção ou que o colo fique muito marcado.

O formato de gota consegue manter uma projeção mais naturais. Por isso, é mais recomenda para mulheres que desejam volume, mas que não se preocupam em manter o aspecto “levantado”

Quem já tem uma prótese de silicone pode mudar o formato?

Como os formatos de prótese mamária evoluem, muitas mulheres podem vir a querer mudar a prótese depois de um tempo. E atualmente isso á é possível.

A troca geralmente ocorre na chamada de revisão de implante de mama. Nela, os implantes são removidos e/ou substituídos, sendo que o cirurgião pode tanto aumentar ou diminuir o volume do silicone, como, também mudar o formato.

Por conta da atual qualidade dos materiais, os próprios fabricantes afirmam que provavelmente essa troca programada não precisará mais ser realizada. A menos que aconteça algum problema – seja por uma ruptura ou contratura. Ou então caso a paciente queira trocar a prótese mamária por qualquer outro motivo.

Agora que você conhece os principais formatos de prótese mamária, não deixe de conversar com o cirurgião. Em conjunto com o especialista será possível decidir qual o tipo mais adequado para o seu caso.