Quando trocar a prótese de siliconeEstá em dúvida quando trocar a prótese de silicone?  Muitas mulheres optam por essa alternativa para aumentar o volume dos seios, bem como recuperar a firmeza.

Contudo, apesar de boa parte das pessoas achar que uma vez que a prótese é colocada ela pode ficar para sempre, a verdade é que ela precisa ser trocada depois de um tempo.

Por isso continue lendo esse post e saiba quando a prótese deve ser trocada e o que acontece caso essa troca não seja feita na época certa. Confira!!!

Mas afinal de contas, quando trocar a prótese de silicone?

Para saber quando é a hora de trocar o silicone, é necessário avaliar o tipo de implante utilizado. As próteses mais recentes, devido o avanço das tecnologias na fabricação delas, são consideradas mais seguras.

Por conta disso, em alguns casos a paciente consegue ficar até 20 anos sem necessitar de uma troca. Já os modelos mais antigos possuem um sistema que não é tão seguro quando as mais novas.

Logo, nas próteses mais antigas se observava que 50% delas com mais de 15 anos mostravam rupturas espontâneas, assim os médicos indicavam que a troca geralmente deveria ocorrer em torno de 10 anos após o implante. Nas próteses mais modernas é preciso esperar passar esse período de 10 a 15 anos e observar os resultados, os estudos indicam que pela melhora da qualidade não será mais necessidade a troca programada.

No entanto, essas são apenas estimativas. Para saber quando trocar a prótese de silicone, é necessário ir até o cirurgião plástico para que ele possa realizar exames e avaliações.

Assim, ele poderá avaliar a necessidade de substituir o implante, e já indicar o mais adequado.

Se a paciente perder ou ganhar muito peso, a troca do silicone também pode ser indicada, por conta do aumento da flacidez na região. Nesse tipo de situação, além da substituição da prótese, o cirurgião também pode indicar a realização de um lifting da pele no local.

Trocas não programadas

Quando trocar a prótese de silicone sem estar programada? Além da troca de rotina, em alguns casos é necessário fazer uma troca não programada. Geralmente isso acontece quando há uma ruptura acidental do implante.

Esse tipo de problema pode ocorrer por diversos fatores. Desde impactos, rupturas espontâneas, raríssimos casos de câncer relacionados a prótese, até traumas na região.

Outro tipo de situação que pode exigir uma troca não programada é quando ocorre o endurecimento da capsula do implante. Esse tipo de situação é chamado de contratura.

Geralmente, ela tende a acontecer em mulheres que tem a pele muito fina, um percentual de gordura baixo, ou em implantes maiores, o que afeta diretamente o resultado do implante.

O que acontece se a prótese não for trocada?

Como você pode ver acima, vários modelos possuem um prazo médio de validade. Se o implante não for trocado dentro do período recomendado, a paciente pode correr o risco de ter micro vazamentos ou até mesmo uma ruptura nele, o que pode gerar inflamações nos tecidos da região.

Por conta disso é tão importante ficar de olho no prazo de validade dos implantes, para evitar possíveis complicações por conta da ruptura ou vazamento deles.

Então, se você possui um implante há algum tempo, não deixe de consultar o seu cirurgião plástico para saber quando trocar a prótese de silicone!