A cirurgia de ginecomastia é um procedimento de correção mamária cada vez mais procurado pelos homens. Ela tem como objetivo reduzir o volume das mamas.

Vários fatores podem desencadear o aumento do volume das mamas. Desde desequilíbrios hormonais até o ganho de peso.

Apesar de apresentar uma grande demanda, a cirurgia de ginecomastia geralmente é indicada como último recurso. Isso porque outras alternativas de tratamento são indicadas antes dela, como a medicação.

Além disso, uma coisa que é necessário ter em mente é que existem vários tipos de cirurgias do gênero. Confira abaixo as principais.

Lipoaspiração

Esse é um dos procedimentos mais populares. Normalmente ele é indicado para pacientes que apresentam tecido adiposo em excesso na região das mamas.

Nesse caso, a interversão pode ser realizada de forma tradicional ou com a utilização de laser. Na primeira alternativa, por via de uma cânula a gordura do paciente é aspirada.

Esses dispositivos sugam todo o tecido adiposo que está em excesso.

Já na segunda alternativa, o laser é utilizado em conjunto com o primeiro método para eliminar as células adiposas e também uma boa retração dessa pele.

Cirurgia de ginecomastia: Incisão meio lua em volta da auréola

Esse é mais um dos métodos alternativos para quando é necessário retirar a glândula mamária. Normalmente ele é indicado para quadros entre o grau 1 e 2A de gravidade, ou seja, para os casos em que não existe um excesso de pele acentuado. Dessa maneira as cicatrizes se tornam mais discretas.

Nesse tipo de tratamento, a pequena incisão é feita na aréola. Em seguida, os vasos cutâneos são cauterizados.

Incisão do tipo Peri-Areolar Circular

Mais um dos tratamentos é a Incisão Peri-Areolar Circular. Ele é indicado para pessoas com 2B e 3 do distúrbio, quando é necessário retirar a glândula e um excesso de pele por esta via.

Nesses casos, há uma sobre maior de glândula mamaria e pele. Nesse procedimento o cirurgião faz uma incisão circular na aréola e depois uma maior.

Em seguida, é feita a dissecação para que seja possível a retirada da glândula mamária. O restante do procedimento ocorre como o anterior.

Conclusão

Portanto, essas são algumas possibilidades de cirurgia de ginecomastia. O ideal é que você fale com um especialista para saber qual procedimento é o mais adequado.