Fazer uma cirurgia sempre causa muitas dúvidas. Quando se pensa em uma cirurgia plástica como a mamoplastia que pode servir tanto para o aumento como para a redução dos seios, o receio e a curiosidade são comuns. Os procedimentos de mamoplastia lideram o ranking da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica em 2016. A busca pelo popular silicone ficou no topo enquanto a redução das mamas aparece como o quinto procedimento mais procurado do país. Neste cenário, separamos 3 passos que você precisa seguir antes de fazer uma mamoplastia.

1- Pense na sua escolha e a valorize.

Para algumas mulheres a mamoplastia redutora é uma questão de saúde e o alívio do volume dos seios ajuda a reduzir a dor nas costas entre outros problemas. Para outras, a redução ou o aumento dessa parte do corpo está ligada a estética e a autoestima, pois modelar os seios é algo que interfere na escolha das roupas, no bem-estar e na aparência. Independente de tudo, pense na sua escolha e a valorize. Antes de satisfazer outras pessoas ou seguir tendências é fundamental que você entenda a sua vontade e necessidade de fazer qualquer cirurgia. Afinal, aumentar o reduzir os seios não mexerá só com os tecidos do seu corpo, mas trará uma série de cuidados pós-cirúrgicos e reflexos emocionais e hormonais.

2- Faça perguntas e seja sincera (o)

Será que o tamanho do seio volta ao normal? Estou amamentando ou quero ter filhos e agora? Se informar sobre os prós, contras e possíveis reações da mamoplastia é uma indispensável. No caso da redução da mama, o profissional remove todo o tecido adiposo e o excesso de pele para remodelar os seios de acordo com o corpo da (o) paciente enquanto no aumento, o cirurgião marcará a região desejada para fazer o implante. Nos dois casos, os resultados finais são duradouros e permanentes, mas como cada organismo reage de um jeito, pode ser que hajam alterações sim. Uma gravidez ou o desejo de engravidar, alterações no peso, estresse, menopausa ou alguma doença são fatores de influência, por isso, conversar com o médico (a) sobre todas essas dúvidas com sinceridade e abertura é muito positivo para que você realize os procedimentos de forma transparente e confiante.

3- Escolha um especialista e siga os cuidados pré e pós-operatórios.

A escolha do profissional certo é fundamental para o bom andamento e o resultado da sua cirurgia. Na hora da escolha, certifique-se das recomendações do profissional e descubra se o mesmo é reconhecido Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica como o Dr. Thomas Benson, por exemplo. Realizar todos os exames físicos, interromper o uso de cigarro, alinhar as expectativas, se preparar psicologicamente para o procedimento e se cuidar na fase de recuperação faz